Sua oportunidade de palestrar na 10ª edição do Congresso de TI

Sua oportunidade de palestrar na 10ª edição do Congresso de TI

Neste ano, o Congresso de TI se prepara para realizar uma de suas edições mais grandiosas, marcando uma década de histórias memoráveis. E desejamos profundamente que você, membro estimado de nossa comunidade, participe desse momento histórico não somente como um espectador, mas também como um palestrante ilustre.

É com uma alegria contagiante que temos o prazer de anunciar a abertura do período de submissões de palestras, denominado Call4papers. Através deste processo, você terá a oportunidade de submeter sua proposta de palestra ou compartilhar essa chance única com sua rede de contatos.

O formulário de submissão é incrivelmente simples e flexível, permitindo que você escolha entre uma variedade de trilhas e públicos para moldar sua apresentação da melhor forma possível. Após o envio de sua proposta, nossa equipe de curadores cuidadosamente avaliará cada submissão, com expectativa de entrar em contato a partir de outubro para confirmar a seleção das palestras.

Vale lembrar que o Congresso de TI está programado para ocorrer em dezembro deste ano, em um formato inteiramente online. As palestras terão a opção de serem pré-gravadas ou transmitidas ao vivo, dependendo da preferência de cada curador de trilha. Nosso time de curadores trabalhará em sintonia com os palestrantes para garantir a melhor abordagem.

📲 Submeta agora mesmo sua palestra!

A contagem regressiva para este evento de destaque já começou e a sua participação é essencial para o sucesso desta celebração.

Mal podemos esperar para receber sua contribuição!

Calendário tech 2023: eventos de tecnologia e inovação

Calendário tech 2023: eventos de tecnologia e inovação

Participar de eventos de tecnologia e inovação é importante pois permite que você, aprenda mais sobre as últimas tendências e desenvolvimentos trabalhadas no evento, mantenha o networking com profissionais e especialistas da indústria, desenvolva habilidades técnicas através dos workshops e palestras oferecidos nos eventos, conheça novas soluções e tecnologias, encontre oportunidades de negócios e parcerias, aumente seu conhecimento e perspectivas, estimulando a criatividade e a inovação além de fazer conexões valiosas e construir relacionamentos duradouros. 

Pensando nisso, separamos uma lista com os principais eventos de tecnologia e inovação que irão acontecer no Brasil ao longo de 2023, confira:

ABRIL 

Digital Expo São Paulo 2023 (São Paulo – SP) | 4 e 5 de abril – https://iima.com.br/digital-expo-2023/  

Rio 2C (Rio de Janeiro – RJ) | 11 a 16 de abril – https://www.rio2c.com/  

Gramado Summit (Gramado – RS) | 12 a 14 de abril – https://www.gramadosummit.com/  

ERP Summit (São Paulo – SP) | 25 e 26 de abril – https://www.erpsummit.com.br/  

Empreende SC Summit (Criciúma – SC): 26 e 27 de abril – https://empreendesc.com.br/  

MAIO 

Web Summit Rio (Rio de Janeiro – RJ) | 1 a 4 de maio – https://rio.websummit.com/  

Salvador Startup Summit (Salvador – BA) | 18 a 20 de maio – https://salvadorstartupsummit.com.br/  

JUNHO 

CASE Nordeste (Maranhão – MA) | 01 e 02 de Junho – https://case.abstartups.com.br/  

VTEX DAY (São Paulo – SP) | 5 e 6 de junho – https://vtexday.com.br/  

Viasoft Connect (Curitiba – PR) | 21 a 23 de junho – https://viasoftconnect.com.br/  

Codecon Digital (Online) | 22 e 23 de Junho – https://www.sympla.com.br/evento-online/codecon-digital-2023/1829527  

JULHO 

VidCon (São Paulo – SP) | 7 a 9 de julho – https://www.vidcon.com/sao-paulo/pt/  

Campus Party (São Paulo – SP) | 25 a 30 de julho – https://brasil.campus-party.org/#  

Roadsec (São Paulo – SP) | 15 de julho de 2023 – https://www.roadsec.com.br/   

AGOSTO 

Digitalks Expo (São Paulo) | 23 e 24 de agosto – https://digitalks.com.br/expo/  

Startup Summit (Florianópolis – SC) | 23 a 25 de agosto – https://www.startupsummit.com.br/  

CodeCon Summit 2023 (Joinville – SC) | 25 e 26 de Agosto – https://www.sympla.com.br/evento/codecon-summit-2023/1829544  

FIRE Festival (Belo Horizonte – MG) | 24 a 26 de agosto – https://firefestival.hotmart.com/  

SETEMBRO 

3ª Semana da Inovação de Mato Grosso (Cuiabá – MT) | 19 e 23 de setembro – https://semanainovacaomt.com.br/  

Congresso de Inovação na Indústria (São Paulo – SP) | 27 e 28 de setembro – https://www.congressodeinovacao.com.br/  

OUTUBRO 

Futurecom (São Paulo – SP) | 3 a 5 de outubro – https://www.futurecom.com.br/  

Rio Innovation Week (Rio de Janeiro – RJ) | 3 a 6 de outubro – https://rioinnovationweek.com.br/  

Mercopar (Caxias do Sul – RS) | 17 a 20 de outubro – https://mercopar.com.br/  

10ª edição do Congresso de TI (Online) – 17 a 19 de Outubro – https://www.sympla.com.br/evento-online/congresso-de-ti-10-edicao/1927921  

ELI Summit (Recife – PE) | 23 a 27 de outubro – https://elisummit.com.br/  

Codecon Feature (Florianópolis – SC) | 28 de Outubro – https://www.sympla.com.br/evento/codecon-feature-2023/1829552  

NOVEMBRO 

GO!RN 2023 (Natal – RN) | 03 e 04 de novembro – Site em breve 

Agrobit Brasil (Londrina – PR) | 07 e 08 de novembro – https://www.agrobitbrasil.com.br/  

RD Summit (São Paulo – SP) | 8 a 10 de novembro – https://www.rdsummit.com.br/  

South Summit Brazil 2023 confirma a relevância e seu propósito na segunda edição 

South Summit Brazil 2023 confirma a relevância e seu propósito na segunda edição 

Porto Alegre se despediu do South Summit Brazil 2023 e comemora os números de sua segunda edição. Ao longo dos três dias de evento no Cais Mauá, cerca de 22 mil pessoas passaram por um dos maiores encontros de inovação e empreendedorismo com olhar atento à sustentabilidade e os novos formatos de negócio. Os 22 mil metros quadrados de área do evento, receberam visitantes de 50 países, 3 mil startups, 900 speakers, 150 patrocinadores, 700 jornalistas nacionais e internacionais, 7 mil empresas, mais de 100 fundos de investimento, sendo 30 deles internacionais, cerca de 600 investidores, o que resultou em USD 19 bilhões para investimento disponível para LATAM e USD 123 bilhões de fundos sob gestão.

Todo esse ecossistema gerou um volume de 40 mil conexões e oportunidades futuras de negócios por meio do aplicativo oficial do evento e de mais de mil reuniões agendadas in loco. Outros números que mostram a representatividade do South Summit brasileiro são a presença de mais de 15 mil pessoas nas programações culturais do Night Summit, 3 mil jovens que participaram do South Summit Next Gen, cerca de 3 mil pessoas que estiveram envolvidas em ações sociais e ainda 2 mil startups de 86 países que se inscreveram na Competição. 

“O que estamos conseguindo fazer é que as pessoas se sintam bem e consigam interagir. Tem gente do mundo todo, de mais de 50 países, o que nos ajuda muito, não só no viés de negócios, mas também na mudança de pensamento. Conseguimos integrar mais a cidade nesta edição e fica claro que o South Summit Brazil é mais do que um evento, é uma plataforma de oportunidades. Queremos transformar a vida das pessoas e das startups. Só quem está aqui viveu e pode sentir o que estamos sentindo. Só quem está nessa mesma energia consegue entender a diferença do que estamos propondo”, afirmou José Renato Hopf, presidente do South Summit Brazil. 

O público numeroso que circulou pelos oito palcos e participou das diversas atividades nesta sexta-feira (31/03) se dividiu entre as 284 palestras e debates, em clima festivo e já nostálgico do encontro, que mobilizou a capital gaúcha para respirar inovação, tecnologia e sustentabilidade, que vão reverberar ao longo do ano. Entre os speakers estavam presentes Guilherme Camboim, diretor do Fundo Amanhã; Roberto Marinho Neto, CEO da Globo Ventures; Mauricio Sirotsky, CEO da RBS Ventures e sócio da Maromar; e Gabriela Toríbio, diretora  da Vivo Ventures and Wayra.

Em relação a sustentabilidade, estima-se que, durante os três dias de evento, aproximadamente 20 toneladas de resíduos foram coletados pela Trashin, startup focada em economia circular por meio da gestão de resíduos e na promoção de um impacto socioambiental positivo. Desse total,  foram cerca de 5,4 toneladas de rejeitos, 1,3 tonelada de resíduos compostáveis e cerca de 13,3 toneladas de resíduos recicláveis.

“Queremos ser cada vez mais internacionais. Temos que falar a língua global e lutar juntos por um futuro melhor, comprometidos em disseminar inovação e cuidar do planeta. Toda essa gente que esteve conosco durante os três dias de evento podem ser atores transformadores para construir um mundo novo e ainda mais inclusivo”, destaca María Benjumea, fundadora do South Summit.  

Competição de Startups 2023

Um dos grandes destaques do evento, a Competição de Startups 2023 contou com mais de 2020 inscrições e, entre as 47 finalistas selecionadas, 31 eram brasileiras e 16 internacionais. O anúncio das vencedoras foi realizado na tarde de sexta-feira (31.03) e o desfecho foi emocionante.

“Tivemos muitos projetos relevantes com um potencial de destaque no mercado. Os jurados tiveram uma tarefa difícil para escolher quais seriam as vencedoras, mas com certeza, todas as startups presentes puderam ter o South Summit Brazil como uma vitrine diante de fundos e possíveis investidores. Este ano, tivemos um montante significativo para investimento na América Latina”, ressalta Thiago Ribeiro, CEO do evento no Brasil.   

Conheça as startups vencedoras em cada categoria:  

  • MAIOR DESTAQUE – Airway Shield – dispositivo que facilita a intubação guiando o tubo endotraqueal facilmente para dentro da traqueia e protege os médicos dos aerossóis.
  • MAIS ESCALÁVEL – Alana IA – ferramenta de IA criada para melhorar o relacionamento com clientes. Com ela é possível interagir, engajar e responder aos consumidores de maneira automática, personalizada e humanizada por meio de todos os canais digitais.  
  • MAIS SUSTENTÁVEL – Incentiv Track Winners – plataforma inovadora que centraliza todas as soluções nas leis de incentivos fiscais oferecendo conexão, transparência e engajamento.  
  • MELHOR TIME – Trashin – economia circular por meio da gestão de resíduos e de programas de logística reversa, e que promove um impacto socioambiental positivo.
  • MAIS INOVADORA – Bankuish – um canal de vendas cujo core business é análise de dados para processos de tomada de decisões.

O South Summit Brazil é uma correalização com o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, que garantirá a realização em Porto Alegre até 2027. 

A LGPD e a proteção de dados nas PMEs

A LGPD e a proteção de dados nas PMEs

Recentemente, o mundo corporativo tem discutido os benefícios e desafios das organizações ao garantir a adequação de suas operações à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que estabelece regras sobre coleta, armazenamento, tratamento e compartilhamento de dados pessoais, impondo mais proteção ao indivíduo e penalidades às empresas para o não cumprimento.

Para empreendedores, o desafio é repensar os processos do negócio a partir da segurança da informação – e essa pode ser uma oportunidade de ouro para moldar a cultura organizacional. Esse é o ponto central para uma adaptação bem-sucedida, de acordo com Carolina Lagoa e Marco Lagoa, co-fundadores da WITEC IT Solutions, cuja entrevista completa à Comunidade Gestão PME da HSM Management você confere a seguir.

HSM Management: Desde que a LGPD foi sancionada, em agosto de 2018, ela vem mudando a forma de coleta e uso de dados pessoais pelas empresas, mas ainda gera muitas dúvidas de como aplicá-la na prática nas organizações. Quais têm sido os principais desafios das PMEs na aplicação da lei em seus processos e rotinas?

Marco Lagoa: O processo de adequação em si tem sido um desafio devido ao número de ações que devem ser tomadas pelas empresas, principalmente com relação a revisão de todos os processos e a forma com que se obtém o consentimento para uso dos dados.

Com a lei, o titular dos dados precisa saber exatamente para qual finalidade será usada a informação coletada. E apesar de algumas empresas acharem que basta o consentimento, a realidade é bem diferente. São muitos os pontos de atenção e ação, dos quais destaco:

  • Avaliação inicial para entendimento dos atuais gaps;
  • Criação de cultura organizacional;
  • Implementação de processos, revisões contratuais, políticas e normas internas;
  • Garantia da prática de governança e conformidade;
  • Implementação de melhorias contínuas.

Destes, a criação de uma cultura organizacional de proteção de dados é um desafio em especial, pois, sem ela não há como atingir a conformidade legal, pois empresas são feitas de pessoas e pessoas são o lado mais frágil de todo o processo.

HSM Management: Como o empreendedor ou gestor de PMEs deve começar este trabalho para que sua empresa esteja em conformidade com a lei? Quais são os caminhos possíveis para empresas que não dispõem de recursos para contratar consultorias especializadas para repensar toda a cadeia de tratamento de dados pessoais?

Carolina Lagoa: Para adaptar o seu negócio à nova lei, a empresa pode iniciar pela conscientização dos colaboradores que têm acesso a dados pessoais, alertando para a importância sobre o tema e mostrando como a lei impactará em sua atividade ao lidar com informações de terceiros, promovendo discussões e palestras de conscientização sobre Privacidade e Proteção de Dados.

Além disso, o setor de TI também deve passar por uma auditoria com a implementação de soluções que possam prevenir eventuais ataques de hackers, que roubam informações para depois solicitar um resgate. O empreendedor deve ter em conta que eventuais vazamentos de dados podem gerar penalizações às empresas.

Algumas medidas devem ser adotadas, como a proteção dos dispositivos de todos os usuários com antivírus, que devem estar sempre atualizados; a adoção da criptografia de disco; a checagem das políticas de backup e a habilitação do duplo fator de autenticação em todos os aplicativos, principalmente em e-mails e em acessos aos arquivos em nuvem, como One Drive e Dropbox.

HSM Management: E quais os cuidados que devem ser tomados neste momento em que muitas organizações estão com suas operações em esquema remoto?

Marcos Lagoa: Em tempos de #anywhereoffice, modelo em que as pessoas façam suas tarefas em qualquer lugar, de maneira remota, é muito importante se preocupar quais redes estão sendo utilizadas pelos colaboradores, evitando conexões em redes desconhecidas que podem estar monitorando seus acessos. Outro item é a criação de um Comitê de Privacidade, para o qual devem ser selecionados profissionais de diferentes áreas, que tenham o conhecimento de todos os processos dentro do setor.

O empreendedor deve, também, nomear ou contratar o encarregado de dados (DPO), que será a pessoa responsável legalmente por comandar as atividades de proteção de dados dentro da empresa e será o representante direto junto à Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

HSM Management: De que modo as empresas podem aproveitar este momento de adequação à LGPD para repensar seus processos e evoluir com a gestão de dados em seus diferentes ambientes?

Carolina Lagoa: Para o processo de adequação, as empresas terão que investir em pessoas qualificadas, treinamento da equipe, atendimentos relacionados à situação dos dados pessoais de clientes e fornecedores, bem como na organização de um banco de dados centralizado e seguro, que garantirá o acesso mais rápido às informações.

As oportunidades de evolução também surgem com a transformação digital, que contribui com a segurança da informação e com a criação de uma cultura colaborativa, fazendo com que diferentes áreas trabalhem de forma conjunta, visando o tratamento seguro de dados, a transparência e, consequentemente, a confiabilidade nas relações comerciais.

Para finalizar, reforçamos a nossa crença de que um dos pontos mais importantes para as startups e PMEs é desenvolver em sua equipe uma cultura de entendimento sobre segurança e proteção de dados, esclarecendo e reforçando que os dados pessoais são um ponto crítico que podem impactar profundamente no negócio.

Não há como pensar em garantir e proteger a privacidade, sem que antes todos entendam que a segurança da informação é o pilar inicial. Esse cuidado com o tema tem que permear treinamentos, processos, investimentos e as ações das organizações de modo geral. Se foram pensadas de forma estratégica, todas essas ações podem contribuir, e muito, para uma gestão mais eficiente não só dos dados pessoais, mas da empresa como um todo.

Saiba mais sobre os desafios que os empreendedores enfrentam no Brasil na Comunidade Gestão PME.

Fonte: https://www.revistahsm.com.br/post/a-lgpd-e-a-protecao-de-dados-nas-pmes